SOBRE

Foto por Raphael Saboya.

    A Overfuzz é um power trio que faz um rock com presença, sem muitos rótulos e definitivamente nenhum pudor, sempre com muita energia e sintonia em suas apresentações. Formado em 2010, o grupo goiano vem sempre conquistando e consolidando um público bastante fiel, que engloba pessoas de diferentes estilos e gerações.


    Possuem dois EPs lançados, o primeiro em 2012 e o segundo em 2014, um compacto em vinil 7": "Split it Up!", 2015; o primeiro álbum completo: "Bastard Sons Of Rock 'n' Roll", 2015; um ao vivo: "Drunk Sessions", 2018; e o segundo álbum de estúdio: "Signs Of Reality", 2019. Todos gravados por Gustavo Vazquez, no Rocklab Produções Fonográficas, em suas diversas localizações ao longo desses anos, exceto o disco ao vivo, “Drunk Sessions”, gravado no estúdio Family Mob, em São Paulo, durante um show da turnê de agosto de 2017, mas com mixagem, masterização e pós-produção feitos no Rocklab.


    O álbum “Bastard Sons Of Rock ‘n’ Roll” ficou com a 15ª colocação na lista dos 50 melhores lançamentos de 2015 pelo site “Tenho Mais Discos Que Amigos” e ainda teve sua faixa título emplacada na coletânea “Stone Deaf Forever”, produzida e lançada pela revista inglesa "Classic Rock Magazine". Em 2 anos fazendo as turnês disco, a banda teve 86 shows, passando por 34 cidades em 10 estados diferentes. No currículo constam apresentações em festivais como Bananada, DoSol, Canto da Primavera, Vaca Amarela, Goiânia Noise, Goma, entre outros. O trio também participou do "Rubber Tracks", projeto da marca Converse - All Star - voltado para artistas e produtores do mundo inteiro. 

 

    O recém-lançado "Signs Of Reality" traz uma sonoridade um pouco diferente do disco anterior, mais ousada, mas não tão distante da essência da banda. Explora conceitos de liberdade em várias visões e colocações diferentes, trabalhando em timbres, ritmos e texturas de uma forma mais ampla e versátil. O lançamento foi feito pelo selo Abraxas Records, do Rio de Janeiro. Nessa nova fase, a banda também teve o apoio da Cerveja Astúria e da Locomotive Estamparia.

 

    Poucos meses depois de gravar os baixos do disco, Bruno Andrade - baixista desde 2011 - se mudou de cidade, então os shows de lançamento foram feitos com Mário Nacife, amigo de longa data da banda, que assumiu o posto com a responsa necessária.

MÁRIO NACIFE

baixo

 

   Mário gosta de pão de queijo feito na hora, cachaça mineira e temperos artesanais. Um aviso: suas palhetadas podem causar terremotos.

BRUNNO VEIGA

guitarra/vocal

 

   Brunnim gosta de cafés fortes, filmes do Tarantino e festas de rock. Dizem que dois terços do seu sangue é composto por cerveja.

VICTOR MOARA 

bateria

  Vic gosta de baquetas pesadas, pinturas corporais e  sessões de descarrego. Parece o capeta tocando, mas acredite: é um poço de ternura.

© 2015 by overfuzz. Proudly created by Erika Alves

Se cadastre e receba exclusividades da banda!

Contato

 

Email: overfuzzbr@gmail.com